Porque você não deve visitar as Termas de Cacheuta em Mendoza?

- Atualizado em 20 de dezembro de 2015 - , , , ,

Termas-cacheuta-mendoza (20)A maioria das vezes que paro na frente do computador para escrever para o blog é para falar o quão lindo é um lugar e o quanto você deve ir até ele com todas as suas forças. Mas hoje eu quero dar uma dica diferente:

Não inclua as Termas de Cacheuta no seu roteiro por Mendoza

 

Calma… Vou explicar o que houve.

Você viu fotos de umas piscinas no pé da montanha e imaginou que as Termas de Cacheuta seriam um ótimo local para descansar, relaxar e curtir um pouco a natureza.

Mas, primeiramente, deve entender uma coisa: em Cacheuta existem as Termas de Cacheuta e o Hotel Spa Termas Cacheuta, que são coisas distintas, porém localizados bem próximos um ao outro.

A minha ida à Mendoza em Fevereiro de 2015 foi toda planejada em torno de um trekking de três dias no Parque Provincial do Aconcágua. O planejamento de viagem ficou basicamente nisso e o resto dos passeios eu fui encaixando da maneira que pude.

Aideia era, na volta do trekking, relaxar no spa, mas eu bobeei e acabei não reservando com antecedência e aí não pude ir. Isso porque o spa limita o número de visitantes por dia. Então, caso você queria ir ao spa, não faça como eu fiz, deixando a reserva para a última hora! Marque com antecedência! Porém, como eu estava livre naquele dia, acabei indo às Termas de Cacheuta para ver como era a região.

Termas-cacheuta-mendoza (3)Bom, para ir à Cacheuta foi bem tranquilo. Na estação de ônibus central de Mendoza você pega um ônibus da empresa Butini. A compra é feita na loja deles, que fica pertinho da plataforma 55. As passagens de ida e volta custaram AR$ 23,60 cada, e o ônibus parte da plataforma 47-49. Após uma hora, você já está em Cacheuta e caminhando alguns metros já está nas Termas.

Eu fiz esse passeio em um Domingo, contrariando muitos mendoncinos que já haviam comentado que nos finais de semana o local fica lotado. Mas, como eu queria ir de qualquer jeito, fui igual e a entrada custou AR$ 100,00.

No local existem inúmeras piscinas com diferentes temperaturas e que podem chegar aos 50oC. Há vários banheiros, vestiários e área para piquenique, onde o pessoal assava uma carninha. Havia muitas pessoas por metro quadrado, as piscinas estavam abarrotadas de gente e eu não conseguia imaginar aonde eu ia achar espaço para enfiar o meu corpinho. Eu juro que as fotos não fazem jus de quanto estava cheio.

Dei uma volta por todo o local, e não me senti bem no meio de tanta confusão. Decidi que ia voltar para Mendoza para procurar algo mais interessante para fazer, e assim o fiz.

Termas-cacheuta-mendoza (9)

Se valeu a pena? Olha, repito que não estou falando do spa!

Eu, particularmente, não gostei das Termas de Cacheuta porque realmente todas as piscinas estavam super lotadas, e eu não gosto de lugares assim.

Bom, em termos financeiros me custou pouco para ir e entrar no local e foi muito fácil chegar até lá.

De qualquer maneira, Mendoza tem muitas outras coisas interessantes e bonitas para oferecer, como algumas das sugestões que temos no blog.


 

Dicas de programas legais para fazer em Mendoza:

Passeio pelas vinícolas de Mendoza de bicicleta

Trekking Plaza Francia no Parque do Aconcágua

Cavalgada ao pôr do sol em Mendoza – Gaúcho experience

 


Essa foi minha opinião e sei de muitas pessoas que adoraram ir até lá. Mas, eu achei que as termas de Cacheuta foram a “furada” do meu roteiro.

Acho que o Spa teria me agradado mais pois estaria menos cheio, o que teria combinado mais com o momento de descanso. O dia no Hotel Spa Termas de Cacheuta é um passeio super bem vendido e oferecido por qualquer hotel que você ficar. O valor é tabelado e o preço deles inclui o translado de Mendoza até Cacheuta e o almoço, ao valor de AR$ 580,00 (Dezembro/2015).

Você pode conferir um relato legal sobre o Spa de Cacheuta feito pelo pessoal do Blog Apaixonados por Viagens clicando aqui.

E, você? Quando foi à Mendoza visitou as Termas ou o Spa de Cacheuta? Conte para nós a sua opinião!


Curta o Escolho Viajar no Facebook|Twitter| Instagram|Pinterest|Google+!

Salvar