Cinquenta tons de lilás: campos de lavanda próximos à Roma

- Atualizado em 12 de julho de 2016 - , , , , , ,

lavandario-italia-roma1


 Dica de bate e volta de Roma: campos de Lavanda


Sonha em conhecer um campo de lavandas mas acha que eles só existem em Provença na França? Pois saiba que eles também existem na Itália, próximo à Roma, sendo possível incluir o programa da visita em um esquema de bate e volta.

Eu sempre quis conhecer um capo de lavandas, por isso o item já estava na minha “whish list”.

Só que eu imaginava que para chegar até eles eu teria que primeiramente chegar até a França.

Foi aí que a vida me fez uma dessas surpresas gostosas, e esse mar de cor lilás, cheio de perfume, chegou até mim assim, inesperadamente.

Em junho de 2016 cheguei em Roma para iniciar um período sabático. Afinal, nada melhor que entrar no ritmo de vida de viajante em um país que sabe bem apreciar as boas coisas dessa vida.

Sem nenhuma intenção de imitar o roteiro do livro “Comer, rezar e amar”, onde a autora inicia sua jornada pessoal por Roma, a capital italiana foi também meu ponto de partida.

É claro que eu gostei muito de Roma, mas depois de já ter conhecido boa parte da cidade, corri para a internet buscar informação sobre cidadezinhas pequenas localizadas nos arredores que valessem a pena ser visitadas. Afinal as pequenas são, aos meus olhos, as mais graciosas.

E foi assim que aqui na Itália descobri que uma pequena cidade estava promovendo uma festa em homenagem à lavanda. Dali em diante, tudo ficou lilás.


 A festa da Lavanda de Tuscania


Uma festa dedicada à lavanda ocorre anualmente na pequena cidade chamada “Tuscania”. Diferentemente da “Toscana”, uma das 20 regiões da Itália –  a qual abriga mais de três milhões de habitantes – na Tuscania vivem menos de seis mil pessoas.

Os nomes realmente são parecidos, mas a Tuscania fica na região do Lázio, a mesma a qual integra Roma. E a Toscana, bem… essa você já sabe.

festa-lavanda-tuscania


Quando ocorre

A festa da lavanda da Tuscania ocorre sempre no primeiro final de semana de Julho. Isso porque a lavanda floresce ao final da primavera até início do verão (no hemisfério norte, hey!)

festa-da-lavanda-musas

Belllas Ragazzas da festa da Tuscania. Julho de 2016.


Atrativos da Festa da Lavanda di Tuscania


A festa sempre dura dois dias: sábado e domingo (primeiro final de semana de julho). Produtores da região montam stands nas ruas estreitas da Tuscania para vender suas flores e produtos que a utilizam como matéria prima, tais como sabonetes, óleos, aromatizadores, licores, entre outros.

Nas ruas da cidade, há também exposição de fotografias e telas que levam como tema o cultivo da planta.

Alguns stands aproveitam o embalo para expor outros produtos não relacionados diretamente com a lavanda, como temperos, artesanatos e também outras flores.

DSCN1140

A cidade, que no dia-a-dia vive sob o tom nude das construções antigas localizadas em seu centro histórico,  ganha fitas lilases e algumas amostras da flor, como enfeite em diversos cantos.

lavanda

Restaurantes e sorveterias incluem em seus cardápios pratos aromatizados para a ocasião.

Que tal provar nhoque ou bruschettas ao molho de lavanda? Ou, então, o famoso gelato italiano com o gostinho da flor?

menu-lavanda

Cheguei a provar o sorvete de lavanda.

Confesso que até mesmo para quem é completamente adepto a extravagâncias e misturanças culinárias, como eu, o aroma da fruta pode remeter automaticamente a sabonetes e perfumes.

Em resumo: achei gostoso, mas tive a sensação de estar comendo algo temperado a perfume, coisa que meu paladar apreciou com certa estranheza.

sorvete=lavanda

Conforme o cronograma do evento, em um horário predeterminado, você pode ver uma demonstração do processo de destilação da flor.

lavanda-destilacao


A busca pelos 50 tons de lilás


Realmente tudo estava muito lindo. Mas algo ainda estava faltando.

Mais do que provar comidinhas temperadas com lavanda e cheirar dezenas dos produtos dos stands, eu queria mesmo era saber de onde vinham aquelas plantas, quem as plantavam e se permitiriam eu fazer uma visita a elas.

Só que “Io non parlo italiano”, minha gente, então essa missão foi um pouco difícil.

É claro que muitos italianos falam inglês, mas, não espere por isso de todas as pessoas, especialmente nas pequenas cidades da bota. Eu ia de stand em stand fazendo uma salada de frutas de gestos, inglês, espanhol e o pouco do italiano que sei.

Consegui entender que dois produtores tinham uma pequena produção, mas que não era aberta ou localizável pelo público. Foi isso que entendi. Mas e aí? 

Continuando a saga, cheguei até o stand da L’Azienda Agricola Gubbiotti Lucia. Eles foram simpáticos e conseguiram entender que eu queria conhecer a plantação deles. Como parte da programação da Fiesta da Lavanda, eles estariam recebendo turistas na fazenda, que ficava a uns 12 quilômetros dali (na verdade depois descobri que são 8,1 km), na localidade de San Giuliano.

Aí me falaram que eu precisaria de um carro. Depois, pelo que entendi, o dono da fazenda se ofereceu para me levar até lá e combinou um determinado horário comigo. Voltei lá no horário marcado mas encontrei apenas sua esposa. Entendi que eu poderia dar uma caminhada nos arredores e voltar mais tarde. pois seu esposo ainda não havia chegado. Assim o fiz.

Depois, esperei por uma hora e nada. Voltei ao stand e aí entendi o que ela disse sobre caminhar. Agora compreendia que ela dizia que eu deveria tentar ir caminhando, já que seu marido não viria mais.

Cogitei seguir a sugestão, mas o sol estava de rachar e, na verdade, não consegui entender exatamente onde era, nem fazendo buscas pela internet (snif, snif).


Quem tem boca… Sai de Roma e chega até às lavandas


Dormi uma noite na Tuscania e no outro dia voltei à feira. Fiquei ali por perto do stand da Azienda Agrícola só de butuca, sem arredar o pé.

Avistei um grupo de três italianos que também buscavam informação junto ao stand e simpatizei com eles. Saí atrás deles.

Mi excusi, do you speak English”? A simpática Carmela me respondeu que sim. Perguntei se haviam entendido onde estava o tal campo e ela me respondeu afirmativamente. Complementou dizendo que seria necessário ter um carro e logo emendou: “Você está sozinha aqui?” “Você quer vir com a gente?” “Quer almoçar com a gente?”.

Ai como gosto dessa espontaneidade e simpatia do povo italiano! Me sinto tão em casa!

Decidi não abusar e combinei de encontrar com eles depois do almoço. Assim conheci Carmela, Marta e Francesco, agradáveis italianos de energia extremamente boa que não se importaram em me ter em sua companhia para conhecer a plantação de lavandas. 


 Campos de lavanda na região do Lázio


campo-lavanda-europa-borboleta-1


Azienda Agrícola Gubbiotti Lucia


lavanda-field-tuscia-viterbo

Localização

Nem no site deles consta a exata localização da fazenda.

Então, quando cheguei lá, lembrei de você, caro leitor, e fiz um print de minha localização.  Não é uma rua com nome, então, vamos falar de coordenadas  (42°25’38.7″N 11°47’18.9″) e link para o google maps.

 

localização-campo-lavanda-viterbo


Como chegar

Depois de ter ido, posso dizer que com um certo esforço dá para ir a pé, partindo da cidade de Tuscania. Mas, realmente é melhor ir de carro.

De carro, você deve pegar a via Tarquinense partindo do centro da Tuscania. Siga em linha reta nos sentidos dos carros até a primeira placa de “San Giuliano”, localidade onde se encontra a fazenda (há boa sinalização).

Quanto custa?

Não nos foi cobrado para fazer a visita. Por isso, foi de bom tom comprar alguns produtos deles ao final da visitação (óleos, sabonetes, maços de flor …).

Precisa agendar a visita?

O campo de lavandas não está assim, todo todo na beira da estrada dando sopa, quer dizer, dando sabão, hehe. Você deve adentrar na localidade de San Giuliano e buscar pela propriedade da fazenda.

Por isso, caro leitor, entre em contato com os donos e saiba se você será bem vindo.

Estrutura – O que tem lá para ver?

Roxo. Lilás. E mais roxo e lilás. Não sei bem como definir a cor das florzinhas, mas é algo entre esses dois 🙂 – o que diz um homem que só conhece três tipos de cores nessas horas, então?!).

Na Azienda existem dois campos, e eles são grandes.

As plantações são marejadas de abelhas, borboletas e mais e mais coisinhas voadoras.

E o perfume? Prepare-se. Realmente não há nada igual.

Me chamou a atenção o fato de que toda a plantação é cultivada sem o uso de fertilizantes, herbicidas ou pesticidas, e que as flores são colhidas manualmente, sem maquinário.

Apenas algumas horas após a colheita, as plantas são encaminhadas ao processo de destilação. Deste processo resulta o óleo aromático, utilizado em diferentes produtos.

girl-in-lavanda-field-purple

A simpática italiana Carmela que me ofereceu a carona, me servindo de modelo em meio aos campos da Azienda Agricola


Foi como visitar uma tia distante simpática, que possui aos fundos da casa dois grandes campos de lavanda. Ela vai estar por lá de boa, atenciosa e prestativa, porém sem uma grande estrutura ou preparação para receber muitas visitas. Posso estar enganada, mas foi essa a impressão que fiquei – uma impressão boa, de simplicidade (melhor ainda!). Os donos não falam inglês, mas são pessoas atenciosas.

Gosta de gatos? Na sede da fazenda tem vários.

DSCN0134

Um deles me disse que gostaria de ir comigo passear pelo mundo dentro de minha mochila – coisa fofa!

gatinhos_insta

Para fazer contato

Você pode mandar um e-mail para a Lucia ou o Robeto (lavandadellatuscia@libero.it), donos da fazenda. Existem também dois números de telefone, através dos quais você pode fazer contato. Só não esqueça que eles não falam inglês :). Roberto (347.3735186) e Lúcia (349.1688429)


 La Piantata


A 10 quilômetros da primeira fazenda, está a incrível La Piantata, mais precisamente em Arlena di Castro.

Esta fazenda possui uma estrutura maior, com campos mais extensos da planta.

lavanda-tuscia-viterbo

Como chegar

A melhor forma é de carro, novamente. O mesmo mapa exposto acima pode ser utilizado.

Ônibus

A gerente da La Piantata me disse que não teria como ir de ônibus. Mas eu estudei uma possibilidade, e teria a testado caso não tivesse conseguido a carona (se alguém aí testar, por favor, volta e me diz se deu certo! Tenho certeza de que vai funcionar!). É preciso pega o ônibus (de horários escassos), partindo de Tuscania ou Valentano e, após 8 quilômetros, descer na parada Arlena di Castro. Aí, teria que se fazer uma caminhada de mais 3 quilômetros.

Para esta opção de ônibus você deve checar os horários no site da empresa Cotral.

Quanto custa?

Precisa pagar a visita? Sim, 10 euros. Este valor inclui sua ida até o campo através de um veículo motorizado. Ao final da visita, são fornecidas algumas bolachinhas feitas com lavanda e água.

Precisa agendar visita?

Não tenha dúvidas disso. No próprio site há a informação que necessita agendamento. No nosso caso não foi necessário devido ao acontecimento da Festa da Lavanda que ocorria naquele final de semana.

A fazenda é cercada e a lavanda não está na beira da estrada.

Estrutura – O que tem lá para ver?

Na La Piantata há extensos campos de lavanda (bem maiores do que o da primeira fazenda). Mais do que isso, a La Piantata é um Bed and Breakfast, com alguns apartamentos e duas CASAS NA ÁRVORE distantes a oito metros do chão.

A empresa oferece ainda ambiente para eventos (no dia em que fomos ocorria um pequeno casamento), piscina e também faze o cultivo de oliveiras para produção de azeite local. Os valores dos quartos são de 90 a 490 euros.

Contato

O site da empresa possui diversas informações, inclusive de tarifas (http://www.lapiantata.it).

St. Prov n. 113, Arlenese sn, Loc. La Piantata, 01010 Arlena di Castro (Viterbo)
Tel: (+39) 335.604.96.30 | Cel.: (+39) 333.371.08.28  agriturismo@lapiantata.it


Curiosidades e informações sobre a lavanda


A palavra lavanda vem do latim e é o gerúndio do verbo lavar, pois anteriormente aos métodos de destilação, a planta já era usada com tal finalidade.

Qual o seu signo ? Se você for de Áries, dizem os entendidos do zodíaco, que a planta “adoça o caráter impetuoso e impulsivo do signo. Ela também foi muito usada no passado como proteção contra “bruxas” e mau-olhado.

Lavandas atraem muitas abelhas. O mel produzido é uma especiaria bastante rara e apreciada.

A época da colheita depende da espécie da planta, da altitude e de alguns outros fatores. Geralmente o período inicia em julho e segue até agosto.


Onde mais é possível encontrar lavanda na Itália?


As regiões que produzem a planta na Itália são Lázio, Toscana, Piemonte e Emilia Romana.

A cidade de Assis, localizada a 173 quilômetros de Florença e a 195 quilômetros de Roma também realiza uma celebração à lavanda, igualmente no primeiro final de semana de julho.

Boa sorte em encontrar suas lavandas, querido leitor!


Vai fazer esta viagem sozinha (o) como eu fiz? Então, aproveite!


avaliação-lavanda


Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar