7 programas super legais para fazer em San Andres (Colômbia)

- Atualizado em 10 de abril de 2016 - , , , , , ,

homem-nadando-peixes


San Andres é uma ilha caribenha de paisagens perfeitas, pertencente à Colômbia.

Atualmente ela é um destino super em alta devido as suas belezas naturais, infraestrutura e preços de passagens aéreas, alimentação e hospedagem bastante convidativos.

A ilha oferece inúmeras atividades para todos os gostos e faixas etárias. É tanta coisa linda que existe para fazer por lá que a gente chega a ficar até meio perdido. Então, se você está aí, na dúvida se esse vai ser o seu próximo destino ou não, ou se já quer ter uma ideia do que vai fazer quando chegar por lá, aqui vai uma lista com:

 

Sete programas super legais para você incluir no seu roteiro de viagem por San Andres

 


1) Trampolim – West View

West View é mais do que um ponto para se pular de um trampolim de 6 metros.  Por lá você também pode deslizar em um tobogã que dá direto no mar ou simplesmente fazer snorkel.

A água é extremamente azulzinha, transparente e os peixes que estão por lá estão tão acostumados com os turistas que vêm logo te rodear em busca de alguma migalha de pão. Não tem como ir a San Andres e não desfrutar dessa experiência única.

homem-mar-peixes


Ao pagar o valor da entrada você recebe um pedacinho de pão que é usado para atrair os peixes.

Existe ainda um bar que funciona como guarda-volumes e que vende frutas, bebidas, picolés e que também realiza o aluguel de coletes salva vidas e pés de pato.

Custo: 4 mil COP

Duração: No mínimo 1 hora ( somar mais o deslocamento)

 


2) La Piscinita

A La Piscinita é uma West View só que sem o trampolim, com muito menos vuco-vuco, e que fica inclusive a alguns poucos metros de distância da famosa West View.

A ideia é a mesma… entrar na água, fazer snorkel e avistar dezenas de peixes.

Antes de ir eu tinha lido que não valeria a pena visitar em conjunto La Piscinita e West View, e que deveria se escolher entre um dos dois apenas . Mas minha opinião é diferente. Acho que se houver tempo, é legal ficar um pouquinho em cada um sim.

Custo: 4 mil COP

Duração: No mínimo 1 hora (somar mais o deslocamento)


3- Volta na ilha de ponta à ponta

Separe um dia para alugar algum meio de transporte motorizado e percorrer a ilha todinha, parando onde der na telha. As paisagens são lindas e você pode parar a cada pouco para dar um mergulho em um cantinho completamente diferente do anterior.

As três principais opções de passeios nesse estilo são através do aluguel de carrinho de golf, carros mule ou moto.

A melhor opção de todas é o mule, que é mais rápido e coberto, assim como o carro de golf, sendo este último, em contrapartida, um pouco mais lento. Para saber em maiores detalhes sobre essa questão do transporte, acesse nosso post com dicas de San Andres (Sete dicas para começar a planejar sua viagem para San Andres (Colômbia).

Custo: Carrinho de golfe: 80.000 COP;
Carrinho tipo mule: 120.000 COP
Moto, por todo o dia: 60.000 COP

Duração: No mínimo 3 horas (dependendo o número de paradas e meio de transporte).


4- Johny Cay e Aquário Natural

A ilhota de Johny Cay e o Aquário Natural são umas das principais atrações de San Andres.

Após uns 20 minutos de partida da Marina Barracuda no centro de San Andras a embarcação chega à primeira parada no Aquário Natural. A paisagem é bonita, a água é clarinha e super transparente. Em tese você pode ver muitos peixes, como se estivesse em um aquário. Mas eu vi foi muito mais gente do que peixe, então aproveitei bem mais pelo lado de fora mesmo.

Não foi exatamente meu local favorito, pois existia uma muvuca intensa. Mas é preciso ser justo com a atração: o local é lindo. Tire 50% dos turistas do local e tenha uma paisagem paradisíaca. Acredito que em uma época de mais baixa temporada o passeio seja realmente incrível.

Após em torno de uma hora, subimos novamente em uma das dezenas de embarcações e partimos para Johny Cay. O mar tende a ser revolto… É preciso ter muito cuidado para descer da embarcação e estar preparado para enfrentar uma aglomeração imensa de turistas.

Em Johny Cay existem restaurantes, banheiros, vendas de bebidas e alugueis de cadeira e guarda sol. Tem gente à beça (de novo!), mas o local é lindo e não pode deixar de ser incluído no roteiro.

Custo: Transporte de ida e volta: 15 mil COP; taxa de entrada: 5 mil COP; guarda-volumes: 5 mil por mochila; prato de almoço para dividir entre 4 pessoas: 120 mil COP; kit de snorkel com sapatilha: 38 mil COP

Duração: De 4-6 horas.


5-Cayo Bolivar

Cayo Bolivar é uma pequena ilha deserta paradisíaca que fica há uns 40min – 1 hora de San Andres. Eu só não fui dar as caras por lá em Cayo Bolivar porque fui à Providencia e não me sobrou tempo para incluir Cayo no roteiro. Mas o que TODO MUNDO DIZ é que é “LINDO DE MORRER”, o que dá para julgar como verdadeiro, conforme demonstram as fotos abaixo, cedidas pela minha amiga Mohana Tavares. O deslocamento em mar aberto é famoso por ser conturbado e causar certo nervoso e náuseas nos “mais sensíveis”. A infraestrutura por lá é bem básica, mas há aluguel de cadeira e guarda-sol, bem como o fornecimento de bebidas e sanduíches (já inclusos nos pacotes).

Custo: Transporte + almoço – 160 mil COP

Duração: Em média 6 horas


Pesquise aqui os valores das diárias de hotéis em San Andres pelo Booking. Se você reservar por este link, ajudará o blog a continuar a existir (sem pagar nenhum centavo a mais por isso!).


6- Boate Coco Loco

É uma balada que só vai turista. É animada e tem lotação bastante variável. Dá para ouvir bastante reggaeton, salsa e outros ritmos da América do Sul e Central. A balada começa tarde, bem depois da meia-noite. O pessoal vai vestido de tudo que é jeito e há vários drinks coloridinhos além das cervejas colombianas que são vendidas no local.

Custo: Entrada -10 mil COP; drinks – 20 mil COP; cerveja – 8 mil COP


7- Passeio ecológico com caiaques transparentes (Eco Fiwi)

A atividade com a empresa Eco Fiwi é super bem recomendada por turistas do mundo inteiro. O programa é bem democrático e se destina a viajantes solo, casais, idosos e crianças.

Através de caiaques com os cascos transparentes, os turistas são levados a percorrerem a Reserva de Biosfera Sea Flower. Acompanhados por dois guias, o grupo percorre o manguezal e ouve explicações sobre o mangue, sobre pepinos do mar, estrelas do mar, peixes, medusas e aves. Ao final do passeio nas águas é hora de comer um lanchinho preparado pelo pessoal da empresa com frutas locais.

É visível o quão bem preparados os funcionários da empresa estão para atender os turistas. Informação, cordialidade, organização e segurança fazem do programa uma atividade imperdível pela ilha.

Valor: 70 mil COP

Duração: Em torno de duas horas.

Dicas: Leve protetor solar, boné, repelente, óculos de sol. Não há máquina de cartão de crédito no local. Reserve o passeio com antecedência.


Fique por dentro de nossas dicas! Curta o Escolho Viajar no Facebook, Twitter, Instagram e Google+


Salvar

Salvar

Salvar