10 dicas para curtir Fernando de Noronha

- Atualizado em 27 de outubro de 2015 - , , , ,

IMG_20150814_082757439

A exuberância da natureza de Fernando de Noronha é tanta que há muito o que dizer sobre este paraíso. E, mesmo que esse paraíso mereça uma lista infinita de dicas, comentários, fotos e posts, aqui vai uma seleção de 10 dicas para ajudar você a curtir sua viagem por Fernando de Noronha.

#1 – Pague antecipadamente taxas e ingresso:

A permanência em Fernando de Noronha demanda o pagamento das “taxas de preservação ambiental”. E, aqui vai nossa primeira dica: faça o pagamento pela internet antes de ir, evitando assim a fila no aeroporto que é demasiado pequeno (pague aqui).

Ainda sobre o assunto pagamentos, para visitar algumas das praias que pertencem ao Parque Nacional Marinho, é necessário adquirir um ingresso. Esse ingresso pode ser adquirido previamente no site oficial do arquipélago (clique aqui) ou, logo ao chegar na Vila dos Remédios, nas proximidades do restaurante Flamboyant.

Tendo em vista que o voo chega de tarde e por lá escurece cedo, você pode utilizar o tempo que resta do dia de chegada para isso (R$81,00 para brasileiros e R$162,00 para estrangeiros).

#2 – Use o primeiro dia para ter uma noção geral da ilha:

O primeiro dia (não contando o dia da chegada na ilha, pois é um dia “perdido”) pode ser usado para se fazer um passeio chamado “Ilha tour”. Nele, um guia nativo conduz o grupo às principais praias para snorkeling e passeios. Existem vários guias que oferecem o serviço. Eles, em geral, são bem receptivos, possibilitando ao turista trocar informações e adquirir um panorama geral sobre a ilha, o que facilita na organização e entendimento da localização dos pontos a serem visitados nos próximos dias.

O Ilha tour começa cedinho (08:00 da manhã) e visita as praias do Sancho, Sueste, Cacimba do Padre (onde rola um almoço meio “roots”: peixe na folha da bananeira), Baia dos Porcos e finaliza com um belo por do sol no farol. Ao final do post encontra-se foto do cartão do guia com quem fiz o passeio. Optei por contratar seu serviço por ter me oferecido um preço menor do que os outros. Além disso, ele foi agradável, inspirou confiança e demonstrou bastante conhecimento do local e, por esse motivo, vou divulgar!

C360_2015-09-07-20-09-17-643

DCIM100GOPROGOPR3623.

#3- Hospedagem:

Existe na ilha uma imensidão de pousadas. A sugestão é ficar nas pousadas que se localizam na Vila dos Remédios, por ficarem mais próximas ao centrinho, restaurantes e as praias urbanas (Praia do Cachorro, Praia do Meio e Praia da Conceição).

Tive o privilégio de ficar em duas pousadas durante minha estada na ilha, primeiramente fiquei na Pousada Mar Aberto, depois me deleitei na Pousada Beco de Noronha.

As duas pousadas são extremamente limpas, aconchegantes, com atendimento excelente e o café da manhã nem se fala! Ambas disponibilizam duas vezes por semana um imperdível café da tarde (verificar com a gerência quais dias da semana).

DCIM100GOPROGOPR0547.

DCIM100GOPROGOPR0539.

#4- Praia do Atalaia – reserve antecipadamente

Existe um passeio feito na Praia do Atalaia que é muito concorrido e deve ser agendado previamente junto ao IBCMBio (Projeto Tamar). O agendamento deve ser feito o quanto antes você decidir realiza-lo.

São duas as possibilidades: a trilha curta, de 1,5 km mais ou menos e a trilha longa de 5 km aproximadamente. Na trilha longa há pausas durante o trajeto para banho em pelo menos três piscinas. Existe alta probabilidade de ver peixes, polvos, tartarugas, tubarões, corais, por isso essa opção é a mais interessante. Para a trilha, leve pelo menos 2 litros de agua por pessoa e um lanchinho.

Vá de tênis, leve snorkel , máscara e colete salva-vidas (obrigatório). Não precisa levar nadadeiras pois aqui elas são proibidas. Para realizar ambas as trilhas é obrigatório a presença de um guia.

IMG_20150817_112559422

#5- Preserve a beleza do lugar

Todos em Fernando de Noronha levam muito a sério os cuidados com a natureza, então, dê um bom destino ao seu lixo. Carregue sempre uma sacolinha plástica ou mochila para jogar seus detritos, e, se você for fumante, leve sempre um recipiente para guardar as bitucas de cigarro, ou melhor, Noronha é um belo incentivo para você deixar de fumar ;).

Vale ressaltar que é proibido juntar conchinhas, retirar animais, acampar, fazer fogueiras, arrancar flores ou praticar qualquer outra presepada contra a natureza.

C360_2015-09-19-18-18-53-331

#6- Qual o traje? Vá com equipamento de mergulho!

Não saia da pousada sem um bom equipamento básico de mergulho (máscara e snorkel), pois, mesmo nas praias urbanas a vida marinha é vasta. Arraias, cardumes de sardinhas, tartarugas marinhas e por aí vai, de modo que você não vai querer deixar de ver isso tudo. É claro que se você não portar o equipamento existem vários lugares para aluga-los na ilha.

Nos passeios adquiridos com guias eles próprios fornecem ou alugam equipamentos. Coletes salva-vidas e nadadeiras são opcionais na maioria das praias, mas no Sueste são obrigatórios. O colete também é obrigatório na praia do Atalaia, mas por lá as nadadeiras proibidas.

IMG_20150817_181248

 

_20150902_133738

#7 – Use e abuse da Baia dos Porcos

Na minha humilde opinião ela é a melhor de todas as praias! A água tem uma visibilidade incrível e a vida marinha é abundante. Avistei tartarugas marinhas, arraias (são muitas mesmo e estão em todas as praias), uma infinidade de peixes, caranguejos, tubarões.

Tubarões?! Sim! Mas, são filhotes e vegetarianos. Só comem batata da perna, planta do pé, hehehe. Brincadeiras a parte, os guias falaram que nunca tiveram incidentes com esses animais que são extremamente calmos e que ficam na deles. É possível ainda encontrar muitos outros animais durante mergulhos e snorkeling.

IMG_20150814_142232201

#8- Faça um passeio de barco

Não tem como sair de Noronha sem fazer algum passeio de barco, percorrendo a costa da ilha. Eu optei pela empresa “Barco Na Onda” (http://www.barconaonda.com/) e passeio com duração de uma manhã. Visitamos a baia dos golfinhos, onde a probabilidade de ver esses animais é de 99,9%. No retorno há pausa para banho na praia do Sancho ou na Baia dos Porcos.

Existe também a possibilidade de almoçar em alto mar e realizar uma atividade chamada de “pranchinha”, onde o turista fica suspenso em uma prancha que segue puxada pelo barco. Nessa opção, existe a possibilidade de ver um naufrágio, que fica na praia do Porto, onde a vida marinha é abundante (para ver o naufrágio não é necessário fazer o passeio, pode ir por conta própria, sempre utilizando equipamento de mergulho). Acabamos por não fazer esse opcional, mas alguns companheiros de viagem nos relataram ser extremamente divertido.

IMG_20150815_125750327

#9- Dica de comes

Sempre que vamos para algum lugar nós pedimos dicas de restaurantes às pessoas. Então, aqui vai a nossa. Almoce/jante em um restaurante chamado Cacimba Bistrô (11a posição no Tripadvisor), que fica próximo à praia do Cachorro (praia urbana). As porções são bem servidas, e a dica mais quente é a sobremesa: deliciosos churros. Não são churros comuns, mais parecem pasteis recheados com Nutella ou doce de leite, servidos com uma generosa bola de sorvete.

Outro restaurante interessante é o Varanda (2ª posição no Tripadvisor), do mesmo proprietário do Cacimba Bistrô porém com cardápios bem diferentes. No Varanda o carro chefe é o gratinado de frutos do mar, mas na minha opinião, o camarão ao creme de abóbora é o melhor. Todas as sobremesas são um espetáculo a parte, mas, o brownie de chocolate branco com sorvete se destaca.

IMG_20150818_091954862

 

#10-  Natureza rica, infraestrutura básica

As praias são maravilhosas justamente porque há uma tentativa de preservação. Desse modo, não há muita infraestrutura em muitos do pontos turísticos (para não dizer nenhuma), o que me leva a alertar: utilizem o banheiro antes de sair pra os passeios, levem consigo lanches e água. Mas, por favor, nunca esqueçam da dica numero 5.

_20150902_143209

Gostaram de nossas dicas? Conte para nós ao final desse post quais são as suas dicas para curtir melhor Fernando de Noronha e ajude outros viajantes que estão montando seu próprio roteiro. E, se você (sortudo!) está com viagem marcada para o paraíso, não deixe de ler nossos próximos posts!

E aqui em baixo, conforme prometido no texto, colocamos o cartão do guia Mica, cujo serviços citamos acima.

IMG_20150928_232032876

Lembrete: sempre enfatizamos que nossas dicas de serviços/empresas dos locais que viajamos refletem nossa opinião pessoal, sem nenhum conflito de interesses. Não recebemos nenhum tipo de desconto, cortesia ou benefício para citar as empresas mencionadas.

Agradecemos o Texto/Fotos do autor convidado: William Barbiero (@williambarbieros)

Salvar

Salvar